Sílabe

MATERIAL GRATUITO

Comunicação não-violenta: entenda o contexto, teoria e como por em prática

A escola é palco de inúmeros conflitos. É normal que haja atritos em ambientes com tantas pessoas convivendo. Mas o caso da escola é especial, pois a maioria das pessoas que a compõe está em processo de autoconstrução, desenvolvimento e descoberta. Isso significa que esse é um dos principais espaços nos quais elas irão aprender a se relacionar e a a resolver os desentendimentos.

Apesar de nós, equipe escolar, querermos sempre resolver da maneira mais calma e justa os atritos, nem sempre conseguimos. Então, uma forma interessante de aumentar nossa equipe de ajuda é capacitar os próprios alunos na resolução respeitosa de conflitos.

Dentre as diversas situações de divergência, uma muito comum na sala de aula é o desentendimento, algumas vezes agressivo, entre os participantes de um trabalho em grupo, causando desordem e atrapalhando a dinâmica da aula.

Então, nós tomaremos esse cenário que é comum a tantas disciplinas e o utilizaremos para demonstrar a comunicação não-violenta na sala de aula.